Gênios- Um clic adiante meu caro.

Gênios e suas revoluções É perceptível que simplesmente me refiro a gênios incontestáveis durante meus posts. É quase impossível hoje, neste ponto de evolução natural humana, não se apoiar uma vez ou outra em alguns belos ideais comprovados que se encontram um pouco no passado. Isto porque realmente precisamos naturalmente de referências, e naturalmente eu não sou exceção.

Mas o que garantiu que eles estivessem um clic ou um passo adiante? Já arranhei o assunto mas nunca foquei, que tal analisarmos?








Antes de qualquer coisa, gostaria de esclarecer a necessidade de que já me referi a este tipo de referência superficialmente quando tratei somente de artistas. Caso deseje ler o post, basta seguir o link:


Gênios, dando um passo  a frente.

Praticamente todas as pessoas mesmo que ligeiramente consideradas geniais deram um passo a frente para algo. Isto, porque é incontestável que a existência de algum ato importante seja considerado um efeito magnífico pela maioria das pessoas que observam.

Já passamos por diversas épocas, revoluções e tivemos diversos regalos incríveis para a construção de nós mesmos e de tudo o que podemos chamar de criação.

Possuímos uma ótima carga de bons e terríveis exemplos e de todos os seus resultados. E isto gera gênios venerados. Naturalmente, todos estes deram um belo passo adiante para a criação de uma sociedade.

Resumindo: Ignorar estas pessoas é como tentar ser físico sem conhecer Newton, Einstein, Galileu, Fahrenheit, Maxwell etc... quase impossível não é mesmo?


Um passo adiante, uma revolução



Não estamos definindo gênio muito bem.

Considerando que tivemos pessoas com mentes geniais e super inteligentes na maioria das vezes isto nos fez acreditar que as pessoas realmente necessitam de que tenham todo esse aparato mental. Mas com certeza não foi sua mente que fez a diferença, mas sim, o que fizeram com ela.

Hoje definimos gênio como alguém super inteligente... bem, realmente, este termo TEM dois significados, mas terminamos misturando. Certo, a apresentação onde o super inteligente é chamado por este termo pode aparentemente estar mais correta que a minha interpretação, mas o válido, o que realmente muda algo, são os seus feitos, e todos sabemos que estes feitos nem sempre foram realizados por pessoas com cérebros diferenciados.

Em expressão, temos gênios?


Sim! E meu Deus, como! Shakespeare é um ótimo exemplo, artistas não escapam a exceção. E diferente dos outros casos, artistas são revolucionários a cada passo. Cada um tem uma maneira única de escrever. As maneiras mais incríveis apaixonam o mundo inteiro e embora tenham modismos que na realidade não são incríveis (e todos sabemos que a mídia interfere), temos sempre aqueles nossos preferidos que escrevem como que unicamente para nós.

Enfim, talvez dissecar cada palavra deste post e procurar um pouco mais sobre o assunto além de escolher melhor quem admirar (além do que te dizem ser bom) é uma ótima maneira de resolver qualquer problema de referências.