Acenda uma ideia em sua mente e ascenda sua mente ao mundo

Acenda uma ideia em sua mente  Se você não faz o tipo gênio da gramática, eu quis dizer, "acenda uma ideia em sua mente e ERGA sua mente e suas ideias para que o mundo veja"

Geralmente discutimos muito por aqui a ideia de que deve-se pensar por conta própria, lutar por ideais com o que temos nas mãos, manter ideias no lugar e sempre, mas, sempre mesmo, tentar acender uma nova ideia para o mundo.

Infelizmente, sempre que acendemos uma ideia para o mundo, este se preocupa em apagá-la pouco a pouco, e para nos prevenirmos contra isto, precisamos ascendê-la. E desta vez com orgulho.



Erga sua ideia mas não cegue ninguém.


Todas as vezes que uma nova ideia surge, ela tem primeiramente a resistência, e quando ela realmente é verdadeira, e quando realmente é mostrada, por várias vezes, ganha centenas de interpretações diferentes que levam por várias vezes a resultados digamos não muito legais mais a frente.

Depois destas duas "fases", antes da tomada como verdade da ideia, temos aquela onde a divisão entre crentes nesta e não desenvolve argumentações, aí é decidida a vida ou morte dela. Mas isto só ocorre com grandes ideias.

Mas, para se trazer uma nova ideia, é necessário que se vença sempre ideias anteriores, e estas por vezes "inquestionáveis" 


Wikipédia:Thomas Alva Edison (Milan, Ohio, 11 de Fevereiro de 1847 — West Orange, Nova Jérsei, 18 de Outubro de 1931) foi um inventor, cientista e empresário dos Estados Unidos que desenvolveu muitos dispositivos importantes de grande interesse industrial. O Feiticeiro de Menlo Park (The Wizard of Menlo Park), como era conhecido, foi um dos primeiros inventores a aplicar os princípios da produção maciça ao processo da invençãoO que quer dizer, que se temos que levar uma ideia nova, que esta mantenha-se sempre aberta a incrementos. E para que haja evolução sempre precisamos lembrar que somos limitados quando tratados unicamente e isto também serve para as ideias. Sem ideias fixas temos capacidade de evoluir melhor e sem tantos impasses, principalmente, porquê como seres humanos, temos um limite de visão, o de que só podemos criar misturando e juntando peças do que já vimos. Grandes pulos (CORRETOS) entre estas peças criam coisas incríveis. Da mesma maneira, grandes saltos incorretos entre estes blocos de deduções levam o homem a um escuro profundo.

A parábola gerada pela lâmpada de Thomas Edison ( na realidade junto de Joseph Swan e Hiram Maxim) encaixa-se bem no tema, principalmente por este ter sido um dos maiores inventores da história.

Ao contrário do que costumamos pensar, a escuridão e a luz não se renegam necessariamente ou encobrem uma a outras, já que quando falamos de sere humanos e ideais, estes mais parecem serem paralelos ou misturados. Mas este é um assunto para outro post.

Quando falamos de blocos de informação fixa, estamos falando de ideias anteriores, por exemplo quando dizemos que queremos criar o papel preto, partimos da ideia da existência de que existe papel, e  de que existe tinta preta. Unimos dois blocos de informação.

Mesmo que dentro da nossa ideia de cosmos ou universos de possibilidades seja realmente impossível questionar determinadas informações como por exemplo a existência de si próprio (provada por René Descartes) precisamos perceber, que mesmo que saibamos que esta ideia provavelmente é a correta, ela pode ser questionada de início. Mas em seu detalhamento prova estar correta. Isto é o que eu chamo de amadurecimento de ideia. Um ideia que tem razão (está correta) acertou dentre todas as possibilidades o único ponto que a coloca como correta. Assim, mesmo questionada é provável que vá se manter em posto fixo.

Felizmente, ideias mudam.


Escadas de piano em vez de escadas rolantes... ideias surgindo?
Digamos que ainda mantendo o exemplo do papel, você tem o papel, mas todos os meios de fabricação de tinta preta não mais existem (hipoteticamente, claro) assim é mais ou menos que ocorre a denominada mudança de alicerce  de ideias, alguma dedução usada como fixa muda, e isto resulta em uma mudança direta na próxima ideia. E isto obviamente é básico para a evolução de qualquer ideia. Todas as vezes que os alicerces mudam ou somem, é necessário uma reformulação da ideia.... mas,

E quando isto não ocorre?

Quando as pessoas por algum motivo negam-se a mudança, elas ficam sem nenhum embasamento além do simples conservadorismo, e isto resulta em atitudes em justificativas.

Por vezes, o principal motivo pelo qual as pessoas se negam a mudar vem diretamente do fato da ideia ser muito grande. Mas as pessoas, e as ideias são dependentes entre si, as pessoas não vivem sem as ideias para guiarem e não existem ideias sem as pessoas. O que quer dizer, que este agarrar-se a falsas ideias gera um castelo que está destinado a ruir, pelo tempo, com a mudança de ideias das pessoas.


Te desejo ma ótima ideia hoje! "É possível imaginar a revolução que a primeira lâmpada causou?"
Se quiser ter uma boa ideia, tenha uma porção de idéias. (Thomas Edison)