A realidade foi inventada pelos humanos? Os olhos de Deus.

Quadro de dois idosos se entreolhando apaixonadamente. Na realidade a imagem é de dois homens cantando em um palácio com um alaúde e um cesto.
 Vivemos considerando diretamente que o que vivemos é diretamente proporcional ao que nós pensamos ser realidade, isso é comum e por sinal, "correto". Mas, já que vivemos em pequeno plano que chamamos carinhosamente de "realidade", sabemos que depois das descobertas científicas as coisas mudaram um pouco. Assim, é possível considerar que a algum tempo atrás nossos  "antecessores" tenham se chocado com esse questionamento, se preocuparam com isso e evoluímos com isso embutido em mente. Realidade talvez não seja tudo o que pensamos que é. E isso, é mais que discutível, é realmente fatídico. Realmente fatídico?


E tudo o que existe é real. Sendo assim, tudo é realidade?


Sim, tudo o que existe dentro ou fora do nosso planeta, dentro ou fora de nós, dentro ou fora do que achamos ser possível e impossível é real. Tudo o que existe ou existiu, é ou foi real. Não podemos infelizmente caracterizar todas as possibilidades de realidade, já que isso implicaria em algo além do que  a compreensão humana, ou mesmo a ciência humana inteira poderia definir.

Vamos dar um exemplo simples para facilitar seu entendimento. Se você pensa, você CONVERTE informação, mistura o que sabe, deduz, une pontos e desenvolve coisas. Embora seja necessário desenvolver coisas removendo, a criação de informação é impossível.
Realidade existe? Mão segurando globo com plantas e outra mão dentro, segurando outro globo com outra mão dentro...
Por informação aqui entende-se o desenvolvimento de nova matéria, ou informação geral, como a informação da madeira ou ferro. Criar informação equivale neste caso a frase "Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma"





A mente humana mistura as coisas, devolve-a de seu jeito, torna as coisas mais sintetizadas e às vezes mais simplificadas, embora, toda sua complexidade, não CRIA propriamente dito, nada.
Um bom exemplo é o de que é IMPOSSÍVEL criar uma cor que não exista em sua mente. Porque como você nunca a viu não pode criá-la. E se você "criou" isso quer dizer que ela já existia. Mesmo que seja possível unir duas cores em mente, o resultado é sempre algo limitado. Limitado como o que você viu durante sua vida.

Vemos muitas cores, o que não vemos, não podemos criar. Talvez para você, possa parecer complexo. Sim, é, mas tomemos um exemplo mais básico. Leia o artigo do HypeScience

Entendeu? Existem mais cores do que podemos enxergar. Temos uma "acromatia liberal", vemos muito mas, não tudo. Criar uma nova cor equivale a sonhar sem ter visto cores. O que é impossível. Não criamos informação. Não destruímos informação. Podemos até excluí-la do espaço, mas ela ainda existirá no tempo. Podemos excluí-la do tempo, mas a falta dela por si só, embora inotável, é uma prova de sua existência.

E se a realidade não existe, onde vivemos?

Realidade existe? Peixes em balão flutuante
Exatamente na realidade, mas não na realidade imaginada, ou vista como vemos. Somos jarros. O mundo é gás, tudo o que entra em nós é moldado de acordo com nosso formato. As cores não são cores, são ilusões. O que vemos é uma distorção de algo que o nosso cérebro em algum momento pegou e entortou o suficiente para encaixar em nossa cabeça. Não ouvimos, não tocamos, não cheiramos ou sabemos o gosto. Por isso, alguns casos são tão estranhos. Como pessoas que veem cheiros, robôs que ouvem cores, e pessoas que cheiram gostos.

O que damos o nome de realidade equivale a uma espécie de sonho que nosso cérebro proporciona. A arte, é a representação desse sonho e um pouco a mais. Pondo sentimentos em cores, cores em sons, sons em cheiros, e aumentando a percepção humana com a complexidade das marcantes obras.

Ainda assim, mesmo com a arte não chegamos a realidade. Até porquê não sabemos nem sequer se o universo existe. E afinal

O universo é como achamos que é?

Como o dito antes, não vemos as coisas como são. Vemos as coisas como vemos. Quando o ser humano descobriu o universo, foi necessário a junta de enormes lacunas, e todos sabemos como foi. O universo possui mais cores do que podemos sequer sonhar. Isso quer dizer que não saberemos jamais como ele é. Não enquanto não tivermos os olhos de Deus, jamais poderemos ver o que está na nossa cara. Agora internauta. Olhe muito bem ao seu redor. Imagine cada fresta de parede. Cada cor, cada rosto e as falhas nele com todas as cores que teriam perfeitamente... olhe bem, cada cor que ele deveria ter, cores inimagináveis. Agora imagine não ter a gravidade e poder ver o mundo com essas cores por inteiro, conhecer perfeitamente a cor de cada sentimento humano, conhecer cada pessoa no mundo, cada estrela do céu, tudo, tudo com as cores que tem sons, cheiros, gostos, toques e inclusive sentidos que não podemos imaginar. 

Eis os olhos de Deus, imagine como realmente o universo é. A sua realidade é simplista, a nossa é. Não vemos metade das coisas, não criamos... ou melhor creamos, para quem não entendeu recomendo baixar Einstein, o enigma do universo.

Realidade (do latim realitas isto é, "coisa") significa em uso comum "tudo o que existe".
 Em seu sentido mais livre, o termo inclui tudo o que é, seja ou não perceptível
, acessível ou entendido pela ciência, filosofia ou qualquer outro
 sistema de análise.





Foi daí que tiraram Matrix:

Matrix foi um enorme sucesso assim que foi lançado. Era um questionamento enorme quanto a existência humana, e embora aparentemente não faça sentido, o filme retrata muito bem, a capacidade ilusória que PODERIA existir.

E para você que já se decepcionou com o "toque na história do filme" vamos adiantar com um texto da revista "Super Interessante" que embora no geral não me agrade muito ainda quebra alguns galhos:

"[...] Essas interações incessantes entre partículas, acredite se quiser, se parecem muito com a dinâmica de funcionamento de um computador. O que leva à inevitável pergunta: será possível que essa coisa enorme que chamamos de “Universo” possa ser nada mais que uma sofisticada máquina de calcular? Seríamos nós, as estrelas, os planetas, as galáxias, os elétrons, os fótons, os prótons e tudo o mais, meros amontoados de bits nessa imensa e aparentemente caótica salada de processamento? É possível que essa coisa que chamamos de “existência” ocorra meramente dentro de uma máquina? Será que o Universo, da forma como o imaginamos, na verdade não passa de apenas uma ilusão?" Leia mais

No próprio artigo acima, há uma "quebra" da ideias matrix, com a "potência do universo. Embora seja interessante, esse não é o intuito da postagem, então se quiser ler, clique em Leia Mais



E afinal, inventamos ou não a realidade?

Os humanos inventaram a realidade-  balão feito de nuvens
Sim, e não. Inventamos a realidade ao tratarmos o que conhecemos como realidade. O que tratamos como realidade é a preservação do que os nossos ancestrais se limitaram a ver. A realidade, vai além do previsível ou mesmo do que possa caber em nossa mente.

A realidade, é muito maior que os humanos, nós humanos não passamos de animais, e como animais, somos embora evoluídos, limitados a participar de um ecossistema, de um pequeno ponto distante de outros vários, um ponto levemente azul e pequeno, e ainda achamos ele enorme.