Destino 2: E como fica para as religiões?


Diversas religiões apresentadas em uma única imagem, judaísmo,cristianismo,islamismo e etc
Esse blog sempre foi mais que democrático quanto a tudo isso, principalmente quanto a ideia de religião, e a outras opiniões como a de destino. Embora, eu como cristão obviamente conheça mais minha religião que as demais, não deixo de achá-las belas, e portanto as respeito, as respeito e admiro tanto que ás vezes isso cria uma enorme discussão, algo como "Meu deus, você defende tanto o candomblé que devia segui-lo!" ou mesmo "Você defende tanto o ateísmo que parece que não tem fé!" a questão é que eu enxergo a razão em todas elas. Não sou ateu porque como eu costumo explicar a quem me pergunta, para mim, dizer que Deus não existe é como dizer " Está vendo essa pedra? Morda-a, toque-a, sinta-a.... pois bem,  fez tudo? Ela não existe!", para mim deus é tão físico quanto uma pedra (não que eu acredite muito na IURD), sabem no que eu acredito? Na beleza da existência sim, de um Deus, pronto. Sou cristão, porque essa até onde sei é uma das poucas religiões que pregam o amor de Deus aos homens. Por isso sou, mas, não estamos aqui para falar de minha fé, estamos aqui para falar do

DESTINO

(que segundo eu mesmo não existe).

 Após ler a nossa próxima postagem você provavelmente achou que o destino seria algo justificável, mas na própria eu o corrigi, nesse ponto vamos definir a presença e as justificativas nas religiões.

Não leu a primeira postagem? Não faz mal, leia agora 
Discutindo o destino: Tecido-tempo espaço de Einstein 

Nas religiões,  ideia de destino por conformismo ou não é mais aplicada. Em diversas religiões ele é aplicado, removido, destroçado, contorcido, retorcido, definido reposto e sempre está ali, encrustado na religião.

Obviamente o que foi apresentado antes justificaria o uso do destino nas religiões, mas como? Eu acabei de dizer que o tal destino não existe! Isso mesmo, vamos com calma.

O cristianismo (minha e provavelmente sua religião), em parte prega a predestinação, contudo, dentre as centenas de igrejas que existem, várias obviamente nos consideram predestinados, algo que não acredito pelo fato da própria bíblia (a meu ver) rejeitar este tipo de ideia. Afinal, se já estamos condenados a que aconteçam determinadas coisas, ou mesmo, limitados a ideia de que NÃO podemos fazer nada e nem temos escolhas obviamente não há motivo algum para a nossa existência.

Discussão? Sim.

Obviamente tudo está gravado, o tempo, é uma ilusão isso você pode achar nos blogs e portais de ciência por aí, não posso por tantos links aqui então...

Acredito que você pode acreditar:


Acreditar no que quiser e fazer o que quiser se houver predestinação ou equilíbrio de linhas de tempo (como queira chamar) que me corrija, mas está aqui a minha opinião. Lembre-se que o ambiente e as escolhas dos demais influencia a nossa.

Caso queira acreditar que nossas atitudes são resultado de um movimento inicial que resultou a variação dos outros e que fez com que a sua atitude fosse realizada ok, mas acho especulação.

Série sagrado: Destino vs livre-arbítrio