Liberdade de expressão, sem papas na língua

Representação do limite expressivo: homem com mãos na boca e olhos  Pois bem, já sabemos que a liberdade de expressão é sim um tema discutível e que seu uso ainda anda muito precário. Mas falando assim, a impressão que tenho é que exatamente conhecemos essa liberdade a pouco tempo, e por isso estamos ainda comemorando o nosso direito de falar.
 Mas, será que se pode falar o que se quer na hora que se bem entende? Você pode não saber mais isso é a mais pura verdade, você tem o direito de falar, o que quer e na hora 2que quer independente de quem vai se ofender.


E quais os limites?



Os limites para a expressão são basicamente os de danos morais (quando é mentira ou especulação) e os de agressões (a pessoas ou a patrimônio), retirando esses danos que muitas vezes são caso de ilegalização de protestos, a liberdade de expressão é válida. E hoje você pode criticar o que quiser e exercer seu direito como cidadão, sem se preocupar em ser agredido, e o pior, agredido legalmente.

Mas entrando na nossa área de filosofia e de discussões e saindo da área de política especulada. Vamos deduzir, até onde se deve ir o bom senso da expressão.

Acredito que a expressão tem como limite exatamente o bom senso e que esse bom senso deve ser definido pela cultura local. Por exemplo, expressar-se em um velório com dança pode ser algo quase macabro, e é um desrespeito claro a família. Partindo daí podemos deduzir que a liberdade deve ter limite. Mas,"liberdade com limite não é liberdade é ilusão."

Liberdade de expressão: Homem com zíper ao invés de lábios na boca

Liberdade é o direito total de expressão?

Partindo do pressuposto de que a liberdade é o direito da total expressão. E o bom senso é a base cultural e pessoal que nos guia. Eu considero que a expressão total perfeitamente cabível. Vamos combinar que quem se ofende geralmente tem algo de podre não?! (referência aos políticos)

Sendo assim, a liberdade de expressão é mais que devida e é uma importante ferramenta para a manutenção dos erros do mundo. Só devemos tomar cuidado, por que existe uma grande diferença entre liberdade de expressão e ofensa. Sendo a ofensa usada diretamente contra uma pessoa no aspecto de somente prejudicá-la e a expressão usada com algum objetivo, no caso o de melhorar algo, ou expressar opinião, ainda deve-se tomar cuidado pois expressar opinião NÃO é impô-la.

E os protestos?

Protestos devem utilizados para consertar o mundo e não para ofender alguém. Só assim o mundo vai parar de andar em círculos, levantar a cabeça e poder olhar para frente aprendendo a andar em linha reta.


Para entender melhor essa postagem veja a anterior
E para completar o raciocínio leia a próxima