Felicidade verdadeira: " A que cabe o quê?? "

Nelson Mandela acenando   Quando falo da felicidade tratando da sua falsidade, falo a velha frase de que dinheiro não traz felicidade. Contudo isso da chamada falsa felicidade vai um pouco além que gostaria de um pouco de atenção.

Considerando o mito da caverna os nossos olhos ouvidos e até o nosso tato se encontram presos a caverna e esse é o nosso mundo. O resto só é possível visualizar quando nada mais resta. enxergar a pessoa além da roupa. Enxergar a mente além do corpo. Isso é algo cada vez mais raro e é baseado nisso que eu culpo a superficialidade humana da falsa felicidade.


Felicidade limitada e felicidade verdadeira:

A felicidade interpretada somente como reações físico-químicas tratam o ser humano como se fosse uma simples máquina. Esse como ser capaz de desenvolver máquinas e criar coisas baseadas em outras não o é ( ou seja os fundamentos científicos não podem justificar a falsa felicidade, a doença está no que causa a reação e não nela). O ser humano é capaz de retirar coisas até de onde não se tem. Sendo assim a arte deve ser louvada. E a superficialidade humana deve ser no mínimo reduzida.
Contudo o mundo jamais deixaria de ganhar suas merrecas. O capitalismo não deixaria suas merrecas de trilhões, zilhões ou sei lá o quê de lado. Assim vivemos no ciclo de ganhar o que não vale e destruir a arte e a bondade humana.

A arte e a felicidade:

Agora você pode até se perguntar o que a arte tem a ver com essa história... é, muito, a arte é a expressão do homem e é esta expressão que passa o que ele realmente tem dentro. Artista plásticos, músicos. Eles se põe a cantar por que gostam. Eles compõe por que gostam. E esse gostar deles mostra sua alma.
Enfim minha mente voltou a produzir novas ideias. E estando eu sem ter onde pô-las volto ao blog.
Considero esta a última postagem relacionada a felicidade verdadeira e creio que todos entenderam. Assim deixo 7 imagens, cada uma com um propósito que creio que vai estar claro quanto a ligação com o tema e o que eu quis dizer com essa curta postagem e vinda de surpresa posso dizer.

Desculpa pela vaga que deixei no tempo sem posar no blog:

Saudade de todos que já comentaram no blog. Vocês todos que comentaram e disseram gostar do meu pensamento (ou seja meu blog) me deram uma curta felicidade. Contudo vocês mesmo que tenham deixado o blog de lado... (não culpo o erro foi todo meu) sempre são importantes. Espero que nessa " temporada" nosso blog cresça cada vez mais e que eu também amadureça.
Posso (só pra completar a postagem) definir as pessoas, nas que não tem porque mas se acham superiores. As que riem apesar de tudo. As intermediárias que conhecem a mais simples felicidade, a da descoberta...  a mais tentadora e linda, a das crianças. E as que tem sua felicidade verdadeira engolida pela futilidade. E ainda aquelas que às vezes esquecem de rir ,mas bastam ser relembradas e reensinadas.
As imagens não estão em ordem... olhe... descubra quem é quem...
Obrigado por ter lido isso.
Menino feliz com dinheiro na mão









Agora só pra deixar claro informo que nosso blog não tem nenhum objetivo político. Acredito na igualdade dos homens independente da classe econômica assim baseado nos meu conceitos expresso minha opinião. Não tenho nenhum objetivo em ofender ninguém. Até porque não digo que todos os ricos não prestam. Mas a história de Cristo lá, bem atrás de ser mais fácil um camelo passar pelo fundo da agulha do que um rico no céu pra mim é pura verdade. Então... caso se sinta ofendido entre em contato. Dependendo dos seus motivos...
Isso serve pra todas as postagens.