Você realmente sabe o que é arte? 4 " O mistério do artista"

 Esse é um dos temas mais bem produzidos do blog, para entender esta postagem, leia antes:
Você realmente sabe o que é arte? "A diferença das artes"
Você realmente sabe o que é arte? 2 "Os artistas diários"
Você realmente sabe o que é arte? 3 " Os olhos do artista são sua loucura"



Os mistério do artista:

 A arte como pintura se torna uma das mais reconhecíveis por carregar consigo a ideia absurda e talvez mesmo ousada de prender o mundo em uma tela, ou mesmo de mostrar o mundo de outra perspectiva assim como fez Dali ( clique no link para ver a postagem ), a ousadia do homem em querer pôr sentimentos de um mundo em um quadro de tons pastéis, pensando bem se mostra absurda. Aí eis o mistério das cores.
A arte como música, é o ato de se pôr a ouvir o universo e depois dizer como o fez, o ato de escrever é ver o mundo e depois mostrá-lo em código para outra pessoa, de fazer alguém ver uma paisagem olhando rabiscos, entende? Despertar sentidos com sons é mais incrível do que parece, atingir cada pessoa é algo absurdo.
  A arte é a realidade travestida de sonho usando uma comparação mais tocável, observe:

O mundo é inegavelmente composto de coisas que vemos e coisas que não vemos, certo? A energia ou a beleza de um lugar cujo você nunca viu pessoalmente podem ser passadas somente por um quadro filme ou escrita. Para um cego explicar o que é uma cor é complicado, mas a descrição de alguém que passou a ser cego depois de um tempo seria mais convincente, se houvesse uma maneira escrita de explicar como uma cor, ou se ela existe, um ex-cego ou alguém que se tornou teria maior tendência a ter essa capacidade. Por saber qual tipo de sentimento aquilo causa, ao contrário de alguém que sempre enxegou que tem as cores como algo fútil.. entende? Isso faz o artista a visão diferente do mundo.

 Escultura.


O Mundo em uma pedra
O Mundo em um talho
a cada ataque se moldando
a cada pincelada ganhando
a cada traço aparecendo
sem ter por onde procurando espaço
absorvendo a alma do poeta do barro
da lama
da pedra
da serra
da cela
do aboio
da escrita
maldita
do português
ou do francês
Pondo Dostoiévski no chinelo com barro
pondo tudo a pova
com o tirado do mato.
Pondo o mundo no seu olho
as pessoas na sua alma
a calma na sua mente
o espírito no corpo

e tudo se acerta
com as mãos do poeta


( E isso? É arte pra você?!)