Mortos e vivos. " Calma não o enterre ainda"


 Essa postagem pode conter imagens consideradas atormentadoras por pessoas muito sensíveis. ( Mas, dá pra ver! )

 Fãs de plantão esse é realmente o caixão do Michael.

   Já parou pra pensar em qual é a diferença entre uma pessoa viva e uma morta? Segundo um cientista meio doido chamado Mac Dougall a alma pesa, e segundo o mesmo, exatamente 21 gramas.
  Me baseando nas ideias malucas dele e em pessoas quase enterradas vivas dediquei o espaço para essa postagem sobre as diferenças e polêmicas sobre vivos e mortos. Cuidado, já pensou enterrar alguém vivo? É melhor ler essa postagem.


   Seguindo o PRINCÌPIO DE RACIOCÍNIO DE UMA POSTAGEM ENCONTRADA NESTE ENDEREÇO  vou começar a postagem com um texto do livro O símbolo perdido de Down Brown, escritor conhecido por livros intrIgantes como : O código Da Vinci, Anjos e demônios etc.
  
“De fato a máquina se parecia um pouco com as incubadoras para bebês prematuros dos hospitais, mas tinha o tamanho de um adulto – era uma cápsula de plástico transparente comprida e hermeticamente fechada, parecendo algum tipo de compartimento futurista para dormir. Estava montada em cima de um grande aparelho eletrônico [uma microbalança de alta precisão]. (...) – Se eu puser uma pessoa dentro desta cápsula e fechar a tampa, o indivíduo estará em um sistema totalmente isolado. Nada entra nem sai. Nenhum gás, líquido ou partícula de poeira. Nada pode escapar: nem as expirações da pessoa, nem o suor por evaporação, nem fluidos corporais, nada. (...) – Hum, é claro que uma pessoa morreria aí dentro bem depressa. (...) – Em uns seis minutos, dependendo do ritmo respiratório. (...) ...havia um homem muito velho usando uma máscara de oxigênio lá dentro. (...) O enfermeiro então afastou o respirador artificial e os outros equipamentos, deixando o velho dentro da cápsula (...) de repente, como se houvesse escolhido o momento por conta própria, ele deu seu último suspiro. Tudo parou. Era o fim. (...) Foi então que aconteceu. (...) Segundos depois da morte do homem, os números da balança diminuíram de repente. Ele se tornara mais leve imediatamente após a morte. A diferença era minúscula, porém mensurável... e aquilo tinha implicações assombrosas.(...) – Katherine, acho que você acabou de pesar a alma humana.”
  
O SÍMBOLO PERDIDO – Dan Brown.

Isso se refere ao famoso peso da alma de 21 gramas. Aí eu entro em um questionamento a morte de um organismo vivo e o seu não funcionamento é como uma máquina cujo uma peça quebra ou como um corpo que ao perder sua alma, não serve mais?
O que eu quero saber é se o corpo morre sem a alma ou a alma abandona o corpo depois da morte?! E isso até hoje considerando  esssa ideia acho que ninguém respondeu e se respondeu eu nunca vi. 
Uma bela questão é a de que antes a alma era vista como presente em tudo então no feijão também. a mesma era vista como gasoza então será que:       O peido é a alma do feijão indo para o céu
Pois bem você que não verificou a cultura antepassada julgou antecipadamente um inocente do crime de burrice aguda! ( cof, cof)
   E quando sabe-se que a pessoa morreu e na hora ela acorda? É gente desmaiando, pedindo perdão a Deus etc. A questão é de o médico disse que ele tava morto!
Assim acabo essa postagem com uma lista de maneiras para diferenciar pesoas mortas de pessoas vivas! 

  1. Veja se o dito cujo se meche, se se mecher tá vivo ou é vampiro.
  2. Toque o pulso e veja se o coração está batendo.
  3. Verifique os olhos, anormalidades podem ser peculiares no caso
  4. Se respirar não enterre.
  5.   Se caiu duro em sua frente e é conhecido faça cócegas.
  6. Em casos reais chame os órgãos responsáveis e preferencialmente dependendo de cada caso não mecha no corpo. Com exceção claro quando algo impede a respiração e pode ser retirado sem maiores danos como sei lá um espartilho. 
 














Enquanto estiver vivo.... não compre caixão! Compre caixote!


http://cdn-img1.imagechef.com/w/130110/pur6089c75fecb2b71c.gif>